sexta-feira, 29 de novembro de 2013

NATAL SEM MIMILSON






VAI FAZER TRES ANOS E ESSES TRES ANOS FOI AO TEU LADO QUE PASSEI.
 SE NÃO O NATAL O ANO NOVO E AI UM DELES ,VOCÊ SE DESPEDIU TÃO HORRIVELMENTE DE MIM ,EU SENTI, VOCÊ DISSE QUE EU ESTAVA TE VAMPIRISANDO, E AI TUDO ACABOU, NADA MAIS FOI IGUAL.




ME PERDOA ME DESCULPA EU DEVIA E ESTOU MUITO TRISTE AINDA.
 EU NÃO ME CURO É  AMOR QUE FICOU CRAVADO EM MEU CORAÇÃO COMO UMA FACA AFIADA E MEDONHA.
 EU NÃO CONSIGO SAIR DESTA INFELICIDADE,MAS TE OBEDECI NÃO MAIS APARECI,MAS MESMO QUE EU FOSSE UM VAMPIRO EU NADA DE MAL FARIA A VOCÊ.
Vou te buscar de Kombi com tudo em cima para irmos pra Peruíbe
Escreva um email pra mim ou carta selada mesmo
 
Podemos andar de bicicleta
 
Pode arrancar a cabeça deles eu prefiro
È DIFÍCIL ACREDITAR NÃO HÁ LEIS NESTE PAÍS ?,

Lembra que um dia vc me perguntou se eu fiz alguma coisa,eu fiz ,eu fui a mãe dele, mimei ele demais ,ele virou o filhinho da mamãe, e se foi pros braços de uma mulher tem de se ter muita humildade pra confessar um fracasso.



Arrumo até uma namorada para o Fredy mas venha me  que eu acabe.




Venha minha estrela cadente e querida!



Te faço uma chaleira de chá!
Pego o livro que você quiser...





 

minha filha amada partiu

 
 
 
 
Filhos são como navios…
Ao olhar um navio no porto, imaginamos que ele esteja em seu lugar mais seguro, protegido por uma forte âncora.
Mal sabemos que ali está em preparação, abastecimento e provisão para se lançar ao mar, ao destino para o qual foi criado, indo ao encontro das próprias aventuras e riscos.
Dependendo do que a natureza lhes reserva, poderá ter que desviar da rota, traçar outros caminhos ou procurar outros portos.
 
 
 
 
Certamente retornará fortalecido pelo aprendizado adquirido, mais enriquecido pelas diferentes culturas percorridas. E haverá muita gente no porto feliz à sua espera.
Assim são os FILHOS. Estes tem nos PAIS o seu porto seguro até que se tornem independentes.
Por mais segurança, sentimentos de preservação e manutenção que possam sentir junto aos seus pais, eles nasceram para singrar os  mares da vida, correr seus próprios riscos e viver suas próprias aventuras.
Certo que levarão consigo os exemplos dos pais, o que eles aprenderam e os conhecimentos da escola, mas a principal provisão, além das materiais, estará no interior de cada um:
A CAPACIDADE DE SER FELIZ.
 
 
 
 
Sabemos, no entanto, que não existe felicidade pronta, algo que se guarda num esconderijo para ser doada, transmitida a alguém.
O lugar mais seguro que o navio pode estar é o porto. Mas ele não foi feito para permanecer ali.
Os pais também pensam que sejam o porto seguro dos filhos, mas não podem se esquecer do dever de prepará-los para navegar  mar a dentro e encontrar o seu próprio lugar, onde se sintam seguros, certos de que deverão ser, em outro tempo, este porto para outros seres.
Ninguém pode traçar o destino dos filhos, mas deve estar consciente de que na bagagem devem levar VALORES herdados como:
HUMILDADE, HUMANIDADE, HONESTIDADE, DISCIPLINA, GRATIDÃO E GENEROSIDADE.
Filhos nascem dos pais, mas devem se tornar CIDADÃOS DO MUNDO. Os pais podem querer o sorriso dos filhos, mas não podem sorrir por eles. Podem desejar e contribuir para a felicidade dos filhos, mas não podem ser felizes por eles.
 
 
 
Adicionar legenda
 
Seja Feliz minha netinha,sei que você precisa navegar
 

A FELICIDADE CONSISTE EM TER UM IDEAL PRA BUSCAR E TER A CERTEZA DEESTAR DANDO PASSOS FIRMES NO CAMINHO DA BUSCA.
Os pais não devem seguir os passos dos filhos e nem devem estes descansar nos que os pais conquistaram. Devem os filhos seguir de onde os pais chegaram, de seu porto, e, como navios, partirem para as próprias conquistas e aventuras.
Mas, para isso, precisam ser preparados e amados, na certeza de que:
QUEM AMA EDUCA!
“COMO É DIFÍCIL SOLTAR AS AMARRAS!” 
 
Adeus meus amores ,eu sei eu sou  porto  seguro,mas vocês não podem ficar encalhados em mim vão, naveguem ,e apareçam para descansar se precisar ,e se aqui eu não estiver um dia, em Jesus iremos nos reencontrar, não esqueçam de mim. Me guarde em seus corações.
 
 
 
Içami Tiba
 
 
Antes que elas cresçam
Affonso Romano de Sant'Anna


 

O que eu sinto muito é que não há uma única foto de mim com vocês, isso é imperdoável!



Há um período em que os pais vão ficando órfãos dos próprios filhos.

É que as crianças  crescem. Independentes de nós, como árvores, tagarelas e pássaros estabanados, elas crescem sem pedir licença. Crescem como a inflação, independente do governo e da vontade popular. Entre os estupros dos preços, os disparos dos discursos e o assalto das estações, elas crescem com uma estridência alegre e, às vezes, com alardeada arrogância.


 Natal mais feliz e último de felicidade hoje você está com 13 anos



 Mas não crescem todos os dias, de igual maneira; crescem, de repente.

Um dia se assentam perto de você no terraço e dizem uma frase de tal maturidade que você sente que não pode mais trocar as fraldas daquela criatura.

Onde e como andou crescendo aquela danadinha que você não percebeu? Cadê aquele cheirinho de leite 
sobre a pele? Cadê a pazinha de brincar na areia, as festinhas de aniversário com palhaços, amiguinhos e o primeiro uniforme do maternal?






 Ela está crescendo num ritual de obediência orgânica e 
desobediência civil. E você está agora ali, na porta da discoteca, esperando que ela não apenas cresça, mas apareça. Ali estão muitos pais, ao volante, esperando que saiam esfuziantes sobre patins, cabelos soltos sobre as ancas. Essas são as nossas filhas, em pleno cio, lindas potrancas.

Entre hambúrgueres e refrigerantes nas esquinas, lá estão elas, com o uniforme de sua geração: incômodas 
mochilas da moda nos ombros ou, então com a suéter amarrada na cintura. Está quente, a gente diz que vão estragar a suéter, mas não tem jeito, é o emblema da geração.





 Pois ali estamos, depois do primeiro e do segundo casamento, com essa barba de jovem executivo ou intelectual em ascensão, as mães, às vezes, já com a primeira plástica e o casamento recomposto. Essas são as filhas que conseguimos gerar e amar, apesar dos golpes 
dos ventos, das colheitas, das notícias e da ditadura das horas. E elas crescem meio amestradas, vendo como redigimos nossas teses e nos doutoramos nos nossos erros.

Há um período em que os pais vão ficando órfãos dos próprios filhos.






 Longe já vai o momento em que o primeiro mênstruo foi recebido como um impacto de rosas vermelhas. Não mais as colheremos nas portas das discotecas e festas, quando surgiam entre gírias e canções. Passou o tempo do balé, da cultura francesa e inglesa. Saíram do 
banco de trás e passaram  para o volante de suas próprias vidas. Só nos resta   dizer “bonne route, bonne route”, como naquela canção francesa narrando a emoção do pai quando a filha oferece o primeiro jantar no apartamento dela.







 Deveríamos ter ido mais  vezes à cama delas ao anoitecer 
para ouvir  sua alma respirando conversas e confidências entre os lençóis da infância, e os adolescentes cobertores daquele quarto cheio de colagens, posteres e agendas coloridas de pilô. Não, não as levamos suficientemente ao maldito “drive-in”, ao Tablado para ver “Pluft”, não lhes demos suficientes hambúrgueres e cocas, não lhes compramos todos os sorvetes e roupas merecidas.






 Elas cresceram sem que esgotássemos nelas todo o nosso afeto.

No princípio  subiam a serra ou iam à casa de  praia entre embrulhos, comidas, engarrafamentos, natais, páscoas, piscinas e amiguinhas. Sim, havia as brigas dentro do carro, a disputa pela janela, os pedidos de sorvetes e sanduíches infantis. Depois chegou a idade em que subir para a casa de campo  com os pais começou a ser um esforço, um sofrimento, pois era impossível deixar a turma aqui na praia e os primeiros namorados. Esse exílio  dos pais, esse divórcio dos filhos, vai durar sete anos bíblicos. Agora é hora de os pais na montanha  terem a solidão que queriam, mas, de repente, exalarem contagiosa saudade daquelas pestes.



Vocês se foram ,todos sabiam que era para sempre, menos eu ,meus três amores ,adeus queridas e amadas.
 

Minha joia preciosa, rara, e eterna em meu coração



 O jeito é esperar. Qualquer hora podem nos dar netos. O neto é a hora do carinho ocioso e estocado, não exercido nos próprios filhos e que não pode morrer conosco. Por isso, os avós são tão desmesurados e distribuem tão incontrolável afeição. Os netos são a última oportunidade de reeditar o nosso afeto.






 Por isso, é necessário fazer alguma coisa a mais, antes que elas cresçam.






Obrigada Alessandra, por ter feito essa doto para mim, a única ,que eu estou com uma de minhas amadas ,nada mais, acabou para mim. Dezembro de 2013Elas cresceram e eu  contando os meus poucos dias que me restam da vida que eu agradeço a  Deus.Feliz ano de 2014 que está chegando


O texto acima nos foi enviado, gentilmente, pelo próprio autor.
Conheça o autor e sua obra visitando "Biografias"."
 

Adimilson adimite

http://www.youtube.com/watch?v=5_ftpDP1cdM&list=RDO8ACZ6IyyqM




Me recordo do último dia que ficamos juntos, cantando, embriagada  por causa de um simples coquetel, de seu televisor imenso, puseste tanta coisa dentro de sua casa, poltronas, cortinas novas, trocou tudo de lugar, ar condicionado  a casa ficou toda gelada como teu coração, até um fogão já tem ,tantas parafernálias, tudo lindo e sumiu no meio delas ,enquanto isso aqui  em casa eu me desfiz de tudo, o rack hoje é aqueles dois caixotes que você me trouxe uma bela cesta básica durou três meses, muito obrigada, não há mais nada ,(de móveis) nem sofá,nem quero que tenha, eu quero sumir, como voce quis e me pediu -eu quero estar só ,eu quero minha mãe-eu te obedeci.


http://www.youtube.com/watch?v=IyCRJmerW1Q&feature=share&list=RDO8ACZ6IyyqM&index=14


Natal chegando, me lembro de nós dois deitados na grama da Praça dos correios, e vendo as árvores de natal, do viaduto do chá, tanta magia, tanta bondade mas que  doença miserável essa tal depressão, você não admite mas foi isso , ela faz o corpo até adoecer, se ficamos duros demais com a vida lá vem pedras nos rins,na vesícula se ficamos magoados ôpa! lá vem  um câncer, eu só sei que morro de saudade de você, você é mais homem que muitos homens que eu conheço, porque só um homem de verdade possui um coração e alma de mulher, e só um homem assim  conseguem fazer uma mulher feliz




 te amo ,te amarei sempre, apareça em minha casa ,eu faço ameixas para você ,e você me traz coca cola, venha me ver ,sinto falta até do cachorro, saudade de você.
Essas Musicas me faz lembrar de você.




AH! se eu tivesse coragem eu pulava  farta desta vida desgraçada.

TIRADENTES E INSURREIÇÃO DE UMA MULHER





Hoje é dia 29 de novembro de 2013 Reinaldo arrancou um dente, coincidentemente para me  maltratar mais a vida a mesma época mais ou menos que aquele um,que  era sem nunca ter sido arrancou o dele,e eu naquele casebre escaldante de calor esfriava os tapetes com água com um regador e uma tampa de um líquido para limpar tapete ppara ficar com um cheiro bom,mas era tão quente quem em menos de meia hora tudo já tinha evaporado,o próprio chão da casa que parecia uma calçada de tão rústico e todos os vitrôs fechados , o ar ligado em cima dele.Potes de sorvetes de todos os sabores saco de água gelada e ele dormia feliz ou muito infeliz por ficar de molho, e ele queria estar com ela com toda a certeza deste mundo.Três dias em casa  e eu cuidando de tudo sempre querendo ser o frio  de um dia de verão insuportável ,e se fosse frio seria o calor ou seja a maiezona f.da p.Mulher não faz isso, nenhuma mulher,e estou aqui repetindo a façanha mas graças a Deus está fresca a noite mas o Reinaldo me irrita como criança birrenta, ao sair da farmácia,  queria era enfiar-lhe na  boca o antoibiótico e o analgésico e antinflamatório, eu não me importava com horário, se ia bater de madrugada, ou não, se cairá  as duas da manhã 3 ,4,5 eu durmo lá pelas seis, é mais fácil eu perder o horário das 10 da manhã, porque ai eu quero dormir , ele começou a fazer um gráfico como um relógio de sol a p.q.p destas formalidades códigos de acessos,  ele é cheio de manias com toda certeza isso e uma doença emocional, distúrbio, síndrome , toc, eu sei La mas isso não é normal.Ta La sentado desde a l8:15 não deitou a cabeça no travesseiro não tentou dormir ta La e quando não está com ponto na boca, ronca até vendo TV acordado que porra é essa meu deus do céu ?Eu queria ir no mercado comprar batata, sabão em pó, principalmente porque o calor é grande e ele trocou muitas camisas vai precisar ele tem pouca roupa, mas ele quer ir junto ,meu santo Deus padinho ciço, andar faz o sangue   latejar nas veias  ha uma irrigação qualquer mortal sabe disso e há todo um procedimento escrito deitar com travesseiros alto repouso absoluto liquido frio nada de comida e limpar a boca ele já co0meu três coisas e não faz a limpeza bucal ta com um hálito horrível, já dei a dica vá escovar os dentes e ele não  vai,e cuspiu dentro da pia da cozinha, com os talheres, a buchinha, santo Pai eu to exausta, é uma pessoa com hábitos muito diferente dos meus , estou angustiada,eu quero ir comprar nova bucha e coloquei tudo na lavadora porque esteriliza eu não sei mais o que pensar. Agora  dormiu justo na hora que o síndico queria configurar aqui a máquina que dará acesso a ver o prédio até pelo celular, e agora ele dorme 22h41min e o cara quer ir pra que?Eu acho que ele pensa que vou comprar produtos de higiene pessoal, acabou o sabão em pó  confort,os desinfetantes, água sanitária, os cheirinhos pra casa ele deve estar preocupado com o valor modesto que é o  nosso tickts ai vem na minha memória e eu não quero trazer o valor daquele safado sem vergonha ,e me dá ódio ,eu queria aquele deus do passado aquele do dente por dente ,aquele que fez o filho de David embraçar-se nos laços do passarinheiro, morto, enforcado,pelos cabelos nos galhos de folhas de uma floresta, pela sua fuga de tanto que perseguia o pai, eu queria pedras caindo dos céus, eu queria espada, eu queria vingança,sim eu queria estou farta perante aqueles dois safados  que o senhor enchesse meu cálice a ponto de trasbordar de paz de alegria de esquecimento,e me  ungisse a cabeça me protegesse,essa vingança  não da minha parte, mas da de Deus, mas eu acho que deus gosta daquele f.da,.p ele gosta ,e eu não desejo de fato nada de mal é raiva é perplexidade,é indignação pela maldade dele, isso me incomoda ,me deixa aturdida ,eu jamais deixaria ele tão desamparado ,abandonada e eu to ,eu to ,porque eu não sou dona do que é meu, eu não posso me manter aqui e tive de me virar e a virada é um preço alto demais.Não sou mais mulher de pertencer a homem algum,eu não amo mais eu to tocando a canos furada as vezes dou meu corpo para ter carinho mãos me abraçando,um olhar que quaser não vejo ou ouvir pronunciar meu nome eu nem sei se existo mesmo parece que vivo um pesadelo.
 
 
 

Ele ,  20 horas(um aparte digitei várias coisas,coisas frases que um cara La da obra me falou de ver meu rosto angustiado toquei numa tecla aqui e desapareceu deletei tudo) me aparece aqui na sala e me senta no chão ,eu paro tudo que estou escrevendo e digo a ele, se levanta vc não pode ficar assim, tem de se deitar o cara irrita demais meus nervos e ai foi e dormiu na hora que era pra estar acordado e isso que eu digo que eu não tenho chão eu não confio naquele sindico ,ele pega o numero  disso aqui ele sabe mexer e vai roubar ponto sei La , é cheio da mandingas,eu to puta da vida to que nem uma metralhadora neste computador.Dormiu na hora do cara vir fazer configuração.
 
 
Ele sabe mexer nisso aqui a foto que tirei da marmita rasgada com as mãos dele ele tirou ,mas a Diana viu,os álbuns deles é tudo virado direitinho, com títulos e duas fotos horríveis minhas ,e ai eu ia deletar tem trava é eu não tiro o que ele não quer eu não sei fazer isso ele não me ensina parece me cozinhar em banho Maria.as bonitas ele não põe porque foto até de artista é assim ,umas ficam feias, não se é feliz na coisa ai que raiva! as minhas coisas tudo de ponta cabeça não sei desvirar, é assim todo mundo toma conta de minhas coisas O notebook dele ele quebrou pisou em cima ,eu não quero mais isso aqui vou dar pra ele que fique eu não quero mais me aborrecer, eu quero ver a vida através da minha janela e chega! Egoísta ogro! Não me deixou ir no mercado pra me controlar e eu? Quero ter a mim mesma. E não tenho, tem um homem lá na minha cama eu vou dormir no chão da sala lá não fico, e fim de papo.
 

Onze horas, 23horas, as 2horas16minutos da madruga ele toma o remédio ai eu vou dormir ,mas já coloco a droga do celular pra funcionar as dez,pois  pois as 10  da manhã eu quero dormir e ele diz que vai buscar a chave, santo deus deixasse o Sr,crispin com as chaves, porque não se poupa?Eu quero sair daqui por uns dias não importa pra onde, mas eu vou talvez a campinas eu preciso dar um tempo também pra ele somos muito diferentes não há mais futuro para mim, aliás pra ninguém, não existe futuro ninguém chega no futuro ,é o hoje ,e fim de papo, e faça deste dia o melhor eu tenho de estar bem de ser feliz eu preciso,Aquele canalha que enfurna, que coma até vomitar um tickts de 800,00 nem 200 ele me da com o Natal será 1.800 reais não pensa em mim não sabe o que passo ,como vivo, como tenho suportado os gastos  de remédios que tive com meus tarjas preta um nem encontrei ta em falta santo deus ta todo mundo tomando droga o mundo é uma droga ta todo mundo viciado em algo que se precisa pra se fingir que se é feliz, e eu não sou, nunca mais serei, aliás acho que nunca fui ,essa é a verdade eu pensava estava tudo em mim aquele cara nunca me amou ele estava numa boa esperando a grande virada, e ai quando eu recebi a herança ele tomou de mim numa boa sem arrependimento algum ,juro eu mataria ele, não pelo dinheiro mas pelo desaforo ele não podia viver ou que ele tenha uma vida muito longa e passando pelo que eu vivo hoje que a Rosana cuspa na pia, que não,puxe a descarga, que ele tenha de trocar fraldas gaste tudo com fraldas, eu quero pra ele uma casa repleta de gente ,e com pagode tudo que ele  detesta, eu quero pronto desejei mal, e fim de papo.Não sou santa.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Até tu Brutus?







Um dia ele vagou pela imensidão do mundo ,em São Paulo parou, compartilhou de um quarto mal cheiroso,desarrumado,e ,CHOROU,não sei se chorou a triste visão, ou chorou sua desilusão. Havia saído de casa, a mulher colocou suas vestes num saco de lixo ,como se lixo fosse, e ele partiu. Parou como quase todos os migrantes aqui em sumpaulo (é assim a maneira como pronunciam São Paulo, e aqui ficou, no começo é tudo bom ,mas a realidade era cruel, tinha coisas a pagar ,mesmo não tendo de onde tirar e um moço cheio de  diplomas universitários, estava ali no meio das bananas e dos pneus recauchutados aquele cheiro que acabava embriagando até os ossos de tão ruim que era  a química destas duas coisas, ele tirava nem sei donde e vivia de uma maneira que só vi no livro os miseráveis, Não sei como aquelas roupas conseguiram ainda entrar e sair de um tanque de roupa mais uma esfregadela e ela se esfarelava, ele eras uma espécie de abandonado mesmo.
Chorou muitas noites na imensidão das trevas e os seus ouviram, menos aqueles a quem ele um dia levou vida ,e deu vida, cumpriu e cumpre até hoje sua missão ,e nem anjo é ,é apenas um homem que se faz de  tão rude, há dias que há uma fúria em seus olhos, outras vezes há tanta meiguice com  dor .





Hoje já pode alguma coisa ,ao lado de uma mulher, que passa quase pelas mesmas dores com uma única sorte o teto de sua cumeeira é dela, mesmo  assim não ,deixa de pagar um imposto,uma luz, que fica pior que o escuro o imóvel vai a leilão são dores tão dores, mas diversas, e um se apoia no outro mas as vezes não... Hoje deixou o telefone em ,e ela a ligar ,lembrou os velhos dias que ninguém a atendia mesmo a precisar,ligou até para seus colegas ,e não teve nem a coragem de ir a um orelhão.




 Os Brutus andam por ai a esfaquear, a conspirar , mas a mulher parece que quer que  a morte a leve por isso se deixa levar, quem sabe uma hora a punhalada entre de fato ,e ela possa viajar ,para uma vida melhor .
ATÉ TU BRUTUS?
E você diz me amar?
A foto da marmita que ele estraçalhou com as mãos foi deletada, e eu querendo tirar a minha foto ,quye achei que não ficou bem,tenho de lhe pedir permissão, é até tu Brutus? Quem é você ,é essa a pergunta que não quer calar, e quando eu vou melhorar ?Se nem chão eu tenho, e nem sei se vou pra direita, para a esquerda ,se sigo, voltar? Não existe a menor possibilidade de retorno.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Consciência Branca.

                                                              




Hoje foi feriado no Brasil pela consciência Negra. O erro já começa, deveria ser consciência branca, porque nós brancos é que deveríamos ter um pouco de consciência DO QUANTO OS NEGROS SOFRERAM NAS MÃOS do homem branco, o mesmo que o tal dia do índio como tão bem Baby Consuelo cantava a música que deixo aqui para que possamos relembrar. Todo Dia Era Dia de Índio Baby do Brasil Curumim,chama Cunhatã Que eu vou contar Curumim,chama Cunhatã Que eu vou contar Todo dia era dia de índio Todo dia era dia de índio Curumim,Cunhatã Cunhatã,Curumim Antes que o homem aqui chegasse Às Terras Brasileiras Eram habitadas e amadas Por mais de 3 milhões de índios Proprietários felizes Da Terra Brasilis Pois todo dia era dia de índio Todo dia era dia de índio Mas agora eles só tem O dia 19 de Abril Mas agora eles só tem O dia 19 de Abril Amantes da natureza Eles são incapazes Com certeza De maltratar uma fêmea Ou de poluir o rio e o mar Preservando o equilíbrio ecológico Da terra,fauna e flora Pois em sua glória,o índio É o exemplo puro e perfeito Próximo da harmonia Da fraternidade e da alegria Da alegria de viver! Da alegria de viver! E no entanto,hoje O seu canto triste É o lamento de uma raça que já foi muito feliz Pois antigamente Todo dia era dia de índio Todo dia era dia de índio Curumim,Cunhatã Cunhatã,Curumim Terêrê,oh yeah! Terêreê,oh! Os índios ainda ficaram na terra deles, mas os negros arrancados, muitos deles eram reis em suas aldeias sei através da história do Chico Rei ,que é visitada a mina em que ele trabalhava em Outro Preto.





E o filme mais horrendo que jamais esqueço sobre os navios negreiros O AMISTAD, gente eu choro muito quando revejo esse filme, não há perdão para isso. Os judeus sofreram o holocausto e recebem uma pequena fortuna do governo alemão pelas suas vidas ceifadas, suas terras, seus negócios, residências, tudo, mas e os negros?






Os judeus relembram isso com tanta tristeza choram o tempo todo esse horror, e é claro não devemos jamais nos esquecer, os negros sofreram, e no entanto esqueceram suas dores e nos deixaram a alegria de seus passos no samba, àquela linda e mágica luta Capoeira desenvolvida por eles que mesmo presos o homem branco vinha machuca-los e eles presos pelas mãos ,aqueles grilhões, e não as pernas, eles voavam ,rodopiavam e se defendiam, é considerado arte marcial, é linda, com um som alegre, no entanto ,não há um lamento, e estamos até hoje vendo nossa África sofrendo os maiores abusos e ai? Eu os amo a todos, eu, uma branquela, filha de judeus, e alemães, é, a vida é assim, pai alemão, mãe judia, o amor os uniu acima de qualquer preconceito. Mas esse feriado é ilegítimo, pois todos os dias é dia dos negros, ao menos em meu coração.





Morei dias felizes de minha infância querida, numa imensa casa, e havia a empregada da cozinha e a babá, ambas negras, e elas só saíram de nossa casa para se casarem, eram amadas por todos nós, eu adorava ir aos domingos na casa de uma moça que ali trabalhou que se chamava Cacilda, eles moravam num quilombo, uma casa que o chão era de terra batida ,e eu com vestidos de organza sapatinhos brancos de verniz ,meias de seda, branquela, parecia que ia numa festa, mas eu ia na casa de minha querida ,e ali eu comia com alegria arroz feijão e fubá torrado um franguinho de panela com quiabo, não havia refrigerantes, era limonada com limão rosa,frutas tiradas do pé na hora, e ela cheia de cuidados para que eu não me sujasse ,e meus amigos todos negros e eu tão branca correndo naquele imenso pasto verdejante as casinhas brancas de janelas caiadas de barro branco e eu amava aquela gente querida, e nunca mais soube deles, sei que era na cidade de Manhumirim Minas Gerais
Todos os dias foram para nós os nossos melhores dias, e a eles toda a minha saudade ,e o desejo e a certeza que aquelas crianças hoje são pessoas de bem. E nossos dias só foram bons graças a mão de obra barata deles, não havia carteira de trabalho, férias, decimo terceiro, meu Deus eu não acredito nisso, mas tenho a certeza que eles faziam parte de nossa família e mais do que isso nós nos amávamos e meus pais morreram lembrando destes dias felizes e se perguntando onde foi parar Cacilda, Marina a Preta , que por ali passaram e deixaram nossos dias mais suave e felizes. Nossos dias bons, foram só bons, graças a vocês, minhas amadas e inesquecíveis amigas negras.


sábado, 16 de novembro de 2013

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

HOJE É DIA 16/11/2013 SÁBADO,ALIÁS, JA É DOMINGO POIS SÃO 2 DA MANHÃ E ONZE MINUTOS PORTANTO DIA 17 MAS EU QUERIA FRALAR DE ONTEM ESTIVEMOS NO CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL ONDE FOMOS PELA PRIMEIRA VÊZ EU NÃO SEI O QUE É MAIS BELO AS COISAS ALI EXPOSTAS OU O PRÓPRIO  PREDIO EM SI,É DE UMA BELEZA FORA DO COMUM.
FOMOS VER A EXPOSIÇÃO resistir é preciso,justamente na época em que vários canalhas foram presos como se  fizessem justiça,tem tanta gente que precisava ir preso,mas o que chocou e acabou que tive uma crise de pânico, que ali estava as fotos do  Lula quando jovem,quando lindo,puro em suas convicções e Dilma,parecia a Rita Pavone tão jovem,magrinha,linda,cabelinhos joãozinho, presa, interrogada, e eu pensava com0 que pode serem essas pessoas as que estão no poder fazendo o que não cumpriram em seus discursos para o povo,e meu amado companheiro me dizia.-Thais  o povo nunca estrá no poder por isso nunca terá justia social-
Foi uma viagem através do tempo de 60 a 85 `ditadura militar no Brasil,e a luta pela democracia e pra que?Por que?Continua tudo na mesma ,e o que é pior ,nossos herois viraram os vilões, é muito triste entender que não há futuro,se for pensar não existe  pois este nunca acontece , e principalmente como cidadóes patriotas temos apenas o presente,chega dar vergonha,ou ficamos chocados de ver que nossos herois viraram os vilões, chgam lá fazem as mesmas barbaridades.
Eu não aguentei a sala com aquela luz aquelas fotos de gtnete que morreram desapareceram,que hoje devem estar tão velhinhos ou velhinhas acabados sem dignidades e lutaram pra isso.MENSAL~´AO E OUTRAS SAFADEZAS.
HAVIA UM PANO,DAVA PRA SENTIR UMA ENERGIA COMO SENTEM QUEM SE APROXIMA DO SANTO SUDÁRIO, ESCRITO EM VERMELHO canalhas,e pensar que estão todos por aqui ainda,e os militares parecem que não eram assim o bicho papao, eu sinto que havia mais ordem  porque as maldades ,descasos, a bagunça ta generalisada,veja que absurdo, eu, que detesto meganhas, seus abusos de poder,mas me recordo que vivi numa época que  havia menos bandidagem ou será que aumentou o numero de gente neste brasil de sei lá quem...







Me senti mal mesmo tomando aquele cafézinho  gostoso depois fomos pra Estação Luz de Metrô e tocamos piano e vimos Calil Gibran nosso poeta  Libanes sendo  exposto numa das estações que é passagem para tantos outros locais estação tão ampla tão linda e nos exaurimos em nós mesmos mas eu não queria ir dormir sem escrever sobre tudo que vivi hoje,OU SEJA NTEM MAS QUE ESTÁ LATENTE AINDA DENTRO DE MIM , que foi lindo, e que me perdoem se estou sendo ignorante,é que da raiva saber que teve GENTE que deu suas vidas para um "futuro" que não tivemos, a coisa está piorando no sentido de safadeza,cinismos,Os Mensalões passavam  E ACENAVAM COMO SE ESTIVESSEM SUBINDO A RAMPA DO planalto,SÃO ORDINÁRISOS,DÁ VONTADE DE ABRIR AS CADEISAS DESTE PAÍS E METER TODOS    ESSES COLARINHOS BRANCOS NO XILINDRÓ,TENHO RAIVA DE TUDO, E DE TODOS,E ATÉ DE MIM.





La na cafeteria ,dentro daquele prédio suntuoso ,encontrei uma revista, e começei a folhea-la, e ja estava  anotar coisas que lia, e o garçon acabou me dando a Revista, e estava ali dicas de livros, e há um deles que eu vou comprar ,que falava extamente da dor que tenho sentido, e que ainda não chegou o meu dia,mas toda uma gama de infelicidade e de dor que mesmo tendo se passado quase 3 anos,ha que fale para mim com ar de sarcasmo e impaciencia -AINDA ESTÁ NESSA? A FILA ANDA-,Mas é que nonguém jamais estará e sentirá na pele o que sofri,não se recompõe de uma traição ,de uma revelação,seguido  de um desamparo, de um abandono a uma mulher que tem certeza que não errou, não falhou,no meu primeiro casamento sim, todos os erros ,e eu me penitencio ,acho que pago portando,mas até meu ex marido(do meu primeiro casamento) me dizia- para de me pedir perdão, eu fui o cupado de tudo-,mas não ha culpados todos nós podemos resvalar,mas nunca jamais abandonar ,e desamparar o outro, e o que aquele cara que eu pensei ser um homem, e foi durante 16 anos ,em tres  anos se mostrou um canalha tão grande que chega da medo de existir ,ele nunca terá futuro, nem eu, nenhum de nós, nem meu   protetor e ajudador enviado por Deus consegue  me ajudar neste recompor de alma, que se esfacelou e foi pra Deus de certa maneira eu morri e renasci pois através da dor ,eu corro para os braços do Pai ,eu me apego e me encontro em Jesus, e encontro a paz de certa maneira, a certeza de que futuro só mesmo num mundo do qual não sbaemos com certeza  existir porque a fé é a certeza das coisas que não vemos mas cremos,eu na verdade não creio mais em nada,eu apenas respiro e tenho dias muito ruins e outros muito bons.





Meu protetor,meu amor, eu sei lá se devo chama-lo de meu amor, mas meu companheiro querido,está comigo nessa caminhada sofrida, como estavamos cansados, e mais, ele me pergunta porque não luto por mim que ele(o cara o malandrão) se aproveita do meu medo,e ninguém sabe mas é que eu sinto vergonha como no filme O Leitor,ela pega prisão perpétua, porque tinha vergonha de dizer que era analfabeta,e eu sinto-me envergonhada de ser tão mais velha,tenho medo de ser ridicularizada,e meu amado me diz que eu não devia me sentir assim não se trata de um idade,mas de justiça , ele me roubou, mesmo que não carcteriza roubo, mas má fé, eu confiei nele,mas ai entra sentimentos,gente acabou que passei mal na tal sala, imensa, tão fresca mas aquelas fotos, aqueles anos que parecem que foi ontem, eu tinha 14,l8 20  anos, quando tudo começou e terminou em pizza ,eu era linda, jovem, cheia de vida e a disperdicei a não tenho meus pais ,nem tios,  nem primos mais ninguém,faço parte daquelas fotos ali,eu não sou mais ninguém ,eu sou aquele passado ,aquele periodo que virou exposição de museu, e Deus fez este arranjo, meu companheiro, tem uma faixa etária como   a minha, ele adora conta e me ensinou que  pela estatistica jamais daria certo ,eu e aquele que não quero mais mencionar o nome, por isso acabou ,nós temos todas as chances deste mundo, e cada confusão eu arrumo com ele, porque eu sou intensa demais, revoltade demais ,não deixo passar nada, só sei que ele ta aqui ,ta ali Deus, obrigada por me ajudar, pondo algo concreto como Ruthe e Boás, e quando eu estou muito angustiada eu mesmo me faço a pergunta- quer ver a tua ex sogra?(não gosto nem de mencionar os nomes me são malditos) a sua cunhada? aqueles parentes?NÃO , tomei pavor deles, ojeriza ,não quero ,elas são piores que a amante, elas  deram  guarida,alcovitaram os dois,e esqueceram de mim, nunca tiveram amizade por mim tres Natais de abandono de solidão doenças emocionais,gritos de loucura eu me arrebentando até que meu cmpanheiro também aparece neste naufrágio,ele na dor dele, e eu na minha,e elas   vivem rezando terços e rosários. Não. eu não as quero ver mais. então acabou mesmo,aliás nem ele eu quero ver, e eu preciso dar andamento a este fim, que ja se deu ,mas preciso ter isso no papél .





Que deus possa me orientar ,eu quero que Deus  me de a direção,não minhas emoções, pois o coração do homem é enganoso,chega de errar,chega de ver a vida passar a sombra desta maldição em que eles vão pagar o preço um dia.
Enquanto isso obrigada Pai,fica comigo, fica com meu protetor e ajudador,que ele possa progredir e chegarmos juntos,velhinhos no fim desta caminhada,ele de mim, e eu dele,ja não ha mais sonhos para sonhar, nem futuro,pois este não existe nunca chega pra ninguém,temos apenas o hoje,me ajuda pai a ser feliz a acertar a viver bem o resto de vida que tenho.